AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO
PARTIDO PROGRESSISTA


PP Afro é lançado no Piauí

Publicado em:22/08/2016

 O Partido Progressista do Piauí lançou o PP Afro no Estado, em solenidade que contou com a presença do senador Ciro Nogueira, presidente do PP, deputada federal Iracema Portella, deputado federal Mainha, vice-governadora Margarete Coelho, do presidente nacional do PP Afro, Bruno Teté, dos vereadores do PP de Teresina R. Silva, Inácio Carvalho, Aluísio Sampaio e Antonio Aguiar e de lideranças.

O evento aconteceu na sede do partido e reuniu dezenas de pessoas. O senador Ciro Nogueira destacou que o PP tem a missão de fortalecer seus segmentos, como o PPMulher, a Juventude Progressista e agora o PP Afro, para que a sociedade se sinta cada vez mais representada dentro do partido. “Cito aqui o trabalho do nosso querido Bruno Teté, que sempre foi militante da causa e que é um guerreiro do PP Afro. É fundamental que esta célula do nosso partido tenha voz ativa, nosso trabalho tem que refletir em resultados para as minorias”, disse.

Para a deputada federal Iracema Portella, que é a madrinha do movimento negro do PP em nível nacional, o combate ao racismo e à discriminação passa por uma atuação comprometida com o fortalecimento de políticas públicas inclusivas. “Sempre falei que fazer política é essencialmente trabalhar para melhorar a vida das pessoas. O PP Afro é um movimento político que vai fazer diferença no nosso Estado”.

Durante a solenidade, foi empossada a coordenadora do PP Afro no Estado, Virna Lisi, e sua equipe. Virna frisou que pretende levar a bandeira do movimento negro a todos os rincões do Piauí. Representando as religiões de matrizes africanas, a Mãe Rutinéia de Iansã falou sobre a necessidade de resistência e de nunca desistir da luta pelo reconhecimento de direitos. “Não quero tolerância, quero respeito. Aprender a conviver com as pessoas, aprender a ‘ser’ é o que vai diminuir a violência e o preconceito no mundo. Olhar para o outro com um olhar de bondade é o que queremos”, disse.

O presidente nacional do PP Afro, Bruno Teté, afirmou que, além de uma Pátria Educadora, o país precisa ser uma Pátria que acolha e respeite, e citou a necessidade de fortalecer os movimentos sociais dentro dos partidos. “Não é para ser figuração. Temos que concorrer às eleições, temos que trabalhar. O PP Afro tem que filiar pessoas, boas pessoas. Número e qualidade são importantes e nós trabalhamos por isso”, destacou.



Enviar por e-mail