AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO
PARTIDO PROGRESSISTA


Auxílio-Moradia pode ser revisto com venda de imóveis funcionais

Publicado em:20/06/2018

O coordenador da Frente Parlamentar Brasil 200, deputado Jerônimo Goergen (Progressistas-RS), propôs a venda dos 432 apartamentos funcionais da Câmara dos Deputados. Segundo o parlamentar, os imóveis têm alto valor de mercado e os recursos arrecadados com a venda poderiam ser investidos na construção de um condomínio funcional. “Cada apartamento vale aproximadamente R$ 2,2 milhões e geraria uma receita de quase R$ 900 milhões. Dinheiro mais do que suficiente para comprar um terreno e construir quitinetes compactos, como é o modelo sueco”, destacou.

Na Suécia, os deputados utilizam apartamentos bastante simples, que variam de 18 a 40 metros quadrados, sem luxo algum. Já os apartamentos funcionais da Câmara dos Deputados têm 225 metros quadrados. São quatro quartos, sendo duas suítes. “Eu mesmo utilizei uma dessas unidades durante algum tempo. É algo completamente desproporcional para uma pessoa que passa três dias por semana em Brasília. Temos que fazer o debate da reforma administrativa e financeira dos Três Poderes, atacando os privilégios e desperdício do dinheiro público”, explicou. Dos 432 imóveis funcionais, 96 passam por reformas e 336 estão em condições de ocupação.

O parlamentar ressalta ainda que esses imóveis gigantes geram altas despesas com manutenção, que levou a Câmara a promover uma ampla reforma nos imóveis, ao custo de aproximadamente R$ 120 milhões. Jerônimo recorda que resolveu substituir o apartamento funcional por um quarto de hotel, estrutura que é paga pelo auxílio-moradia, que pode vaiar de R$ 4.200 a R$ 6.000. “Vejam o custo disso tudo para o cidadão brasileiro. O contribuinte paga pela manutenção e reforma desses elefantes brancos e o dinheiro dos impostos ainda mantém esse privilégio. Por isso, acho muito mais racional a construção de um condomínio compacto e funcional, que eliminaria o pagamento do auxílio-moradia”, argumentou.

*Frente Brasil 200*

Lançada no dia 6 de junho, a Frente Parlamentar Mista Brasil 200 tem como objetivo de reunir políticos e empreendedores em torno de uma proposta de reestruturação do Estado brasileiro. A carta de princípios do colegiado prevê a redução do custo da máquina pública, o combate à corrupção e ao excesso de regulamentação governamental, estímulo à competitividade, o fim de privilégios ou proteções e a diminuição da carga tributária. A ideia central do colegiado é lançar novas bases de atuação para os Três Poderes da República. O deputado Jerônimo Goergen defende a criação de uma Comissão Externa que debata propostas de reforma do atual modelo administrativo e financeiro do Legislativo, Executivo e Judiciário.
O parlamentar acrescenta que este é o momento ideal para provocar o debate sobre o custo do Estado e políticas para a retomada do crescimento econômico.
*Assessoria do Parlamentar


Enviar por e-mail